Liderança situacional: O que é? E pra que serve?

Você já parou para pensar que em algumas situações seu funcionário precisa de mais conhecimento técnico e em outras precisa de motivação?

Para se ter uma equipe de alto desempenho o líder deve atender as necessidades de cada liderado. Porém identificar as necessidades de cada um deles pode ser uma tarefa difícil, ainda mais quando o time é grande. A boa notícia é que os liderados seguem uma ordem de necessidades, mapeadas pela Liderança Situacional.

Para entender melhor, vamos primeiro olhar sob o ponto de vista do liderado que, ao assumir um novo projeto, passa por 4 fases de maturidade:

desenvolvimento do liderado





 

1. Pouca competência / Compromisso elevado: Iniciando uma nova tarefa o liderado possui uma alta motivação por assumir um novo desafio, porém ainda não possui conhecimentos e habilidades necessárias para concluí-lo.

2. Alguma competência / Baixo compromisso: Ao adquirir um pouco de conhecimento passa a enxergar os problemas e dificuldades que enfrentará e então a sua motivação e compromisso caem.

3. Competência moderada / Compromisso variado: Ao adquirir mais conhecimento sua motivação pode variar de acordo com os problemas e sua capacidade de resolução.

4. Competência elevada / Compromisso elevado: Ao adquirir o conhecimento necessário, o liderado passa a acreditar que pode concluir o desafio e com isso sua motivação e compromisso aumentam.

Agora que conhecemos as necessidades do liderado durante o projeto, entendemos que em alguns momentos o líder deve oferecer mais direcionamento e em outros mais apoio. Dessa maneira, esses são os 4 diferentes papéis que o líder deve assumir em cada uma das fases:

estilo de lideranca





1. DIREÇÃO (Alta direção / Baixo apoio): Nessa fase inicial o liderado está motivado pelo novo desafio porém ainda não possui conhecimento suficiente para concluí-lo. O líder deve focar em passar os primeiros direcionamentos técnicos para a resolução do problema.

2. TREINO (Alta direção / Alto apoio): Agora o liderado começar a perder a motivação ao enxergar os problemas futuros. Então, o líder além de passar conhecimento técnico mais detalhado, deve também motivar seu funcionário.

3. APOIO (Baixa direção / Alto apoio): Nesse momento o liderado possui bastante conhecimento para superar o desafio e o líder deve focar em apoiar o liderado para que não perca a motivação ao encontrar dificuldades.

4. DELEGAÇÃO (Baixa direção / Baixo apoio): Nessa fase o liderado possui conhecimento suficiente e tem a confiança de que conseguirá concluir o desafio. Assim o líder deve apenas acompanhar as atividades deixando-o tomar as decisões sozinho e deverá oferecer apoio ou direcionamento somente se necessário.

E como eu posso usar isso no meu dia-a-dia?

No cenário ideal, o líder deveria saber as fases em que cada um dos seus funcionários está, porém sabemos que na correria do trabalho o gestor dificilmente dedica seu tempo a esses assuntos.

A boa notícia é que você já conhece os conceitos de Liderança Situacional, então quando um projeto estiver parado ou com baixa evolução, analise sua equipe sob essa perspectiva. Dessa maneira você poderá tomar as decisões certas e garantir tanto uma equipe de alta performance como também um time mais engajado e feliz.

Alex Watanabe Consultor de Gestão

.